FLORIANÓPOLIS / SC - sexta-feira, 25 de maio de 2018

CÂNCER DE TIREÓIDE INFORMAÇÕES

CARCINOMA PAPILAR DE TIREÓIDE (CPT) 

INTRODUÇÃO

- Estimados 18.000 (dezoito mil) casos/ano nos EUA sendo 75% (setenta e cinco por cento) do tipo papilar.

- Taxa de cura e sobrevida elevadas (mais de 90% em 30 anos).

- Incidência de CPT em crescimento (tem sido aventado em decorrência do aumento de exposição a radiação ambiente).

- Prognóstico relacionado com idade ao diagnóstico, tipo histológico, metástasea à distância e conduta cirúrgicas (tireoidectomia parcial ou total).

 

ABORDAGEM INICIAL: LOBECTOMIA OU TIREOIDECTOMIA TOTAL?

- Grande influência no prognóstico se há ou não retirada completa da glândula.

- Varia conforme duas escolas distintas.

 

VANTAGENS DA LOBECTOMIA + ISTMECTOMIA:

- Sobrevida geral e recorrências locais semelhantes em pacientes de baixo risco.

- Lobectomia consome menos tempo e baixo risco de hipoparatireoidismo.

- 66% (sessenta e seis por cento) dos pacientes não necessitarão reposição de tiroxina.

 

DESVANTAGENS DA LOBECTOMIA + ISTMECTOMIA:

- Mortalidade por recorrência loco-regional aumentada.

- Presença de um lobo dificulta e limita o acompanhamento ao exame físico e ultrassonografia.

- Dificuldade no acompanhamento da supressão do TSH.

 

VANTAGENS DA TIREOIDECTOMIA TOTAL OU SUBTOTAL:

- Menores taxas de recorrência local.

- Monitorização de doença residual ou recorrente, facilitada pela não interferência no rastreamento de corpo inteiro com o iodo 131.

- TSH aumentado devido a não produção de tiroxina e tireoglobulina podendo ser usada como marcador tumoral.